Álcool e políticas públicas: Você já ouviu falar da abordagem SBIRT?

29 setembro, 2021

 

A abordagem SBIRT é utilizada mundialmente para tratar os problemas relacionados ao uso de álcool. Você sabe o que é SBIRT? Leia e confira.

Uma abordagem que vem tendo bons resultados em prevenção e tratamento dos problemas relacionados ao uso de álcool no contexto de atenção primária à saúde é um conjunto de técnicas chamado de SBIRT (do inglês Screening, Brief Intervention and Referal to Treatment, que pode ser traduzido por Rastreio, Intervenção Breve e Encaminhamento para Tratamento).

 

 

 

A SBIRT é uma estratégia de curta duração, iniciada com um levantamento do consumo de álcool do paciente, geralmente em uma unidade de saúde.  Se o paciente apresentar sinais de consumo nocivo, é feita uma intervenção breve motivando-o a buscar e se engajar em tratamento psicológico e psiquiátrico.  Em seguida, o paciente é encaminhado formalmente para o acompanhamento em relação ao uso nocivo de álcool1.

A primeira etapa da SBIRT, o “rastreio”, visa identificar o nível de consumo de álcool.  Concisa, tal etapa  pode ser aplicada por qualquer profissional de saúde. Pessoas encarregadas de fazer este rastreio de consumo de álcool utilizam o instrumento AUDIT (sigla em inglês de Alcohol Use Disorders Identification Test), recomendado pela OMS2,3.

Em seguida, é realizada uma intervenção breve com o objetivo de reduzir o consumo nocivo. Esta etapa abrange desde uma conversa do profissional de saúde com o paciente, explicando as consequências do abuso de álcool, até abordagens psicoterápicas mais estruturadas, que podem durar mais de um encontro.

A etapa final da abordagem SBIRT é o encaminhamento do paciente para alguma modalidade de tratamento de médio e longo prazo, como o caso de terapia cognitivo-comportamental e consulta com psiquiatria. Esse tipo de encaminhamento é de extrema importância para casos mais graves, e se deve à baixa efetividade de intervenções breves isoladas em pacientes com dependência, que frequentemente requerem uma intervenção de maior duração. Para estes casos, o contato com locais especializados em problemas relacionados ao uso de álcool e drogas, como o CAPS AD, é de grande auxílio para que seja feito um bom encaminhamento.

A abordagem SBIRT é implementada com sucesso em muitos países e em diversos serviços de saúde, com especial foco na atenção primária à saúde. Uma revisão sistemática da literatura científica encontrou estudos feitos na Austrália, Reino Unido e Estados Unidos, no contexto de atendimentos de emergência, mostrando uma redução no consumo de álcool e menos visitas emergenciais após o uso da abordagem SBIRT4.

                                              

 

 

Para saber mais sobre consumo de álcool e seus riscos associados, Baixe gratuitamente a publicação "Álcool e a Saúde dos Brasileiros - Panorama 2021". Clique aqui!

 

Additional Info

  • Referências:
    1. Knox J, Hasin DS, Larson FRR, Kranzler HR. Prevention, screening, and treatment for heavy drinking and alcohol use disorder. The Lancet Psychiatry. 2019;6(12):1054-1067. doi:10.1016/S2215-0366(19)30213-5
    2. Senad. AUDIT (ALCOHOL USE DISORDERS IDENTIFICATION TEST) E AUDIT-C. http://aberta.senad.gov.br/medias/original/201612/20161213-100646-002/pagina-02.html. Published 2016. Accessed August 5, 2020.
    3. Organização Mundial de Saúde. AUDIT : The Alcohol Use Disorders Identification Test : Guidelines for Use in Primary Health Care. Genebra; 2001.
    4. Barata IA, Shandro JR, Montgomery M, et al. Effectiveness of SBIRT for Alcohol Use Disorders in the Emergency Department: A Systematic Review. West J Emerg Med. 2017;18(6):1143. doi:10.5811/WESTJEM.2017.7.34373

A gente usa cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Você tem a opção se deseja permitir ou não. Observe que, ao rejeitá-los, poderá limitar sua experiência no site.