O alcoolismo é uma doença crônica, que pode e deve ser tratada. No segundo vídeo da série, o Dr. Arthur fala sobre os tipos de tratamento mais comuns. Vale lembrar que cada caso é um caso! A escolha estratégia mais adequada depende da avaliação de um médico. Confira!

O uso de álcool está associado à diversas consequências sociais, morais, familiares, entre outras.

Consumo de álcool entre jovens desperta preocupação entre os profissionais da saúde.

Com as pessoas ficando mais em casa nas últimas semanas, alerta-se para o aumento de violência doméstica e o consumo nocivo de álcool como um fator de risco para esse tipo de agressão.

O uso de bebidas alcoólicas por menores de idade está relacionado ao maior número de óbitos de jovens do que todas as drogas ilegais somadas.

Pesquisa da Fiocruz aponta que 17,6% dos respondentes relataram ter aumentado seu consumo de álcool durante a pandemia. A elevação do consumo estaria relacionada principalmente às mudanças no estado de ânimo da população durante o período, sobretudo à frequência dos sentimentos de tristeza e depressão.

Dra. Conceição Aparecida de Mattos Segre, pediatra, Conselheira Científica do CISA e Coordenadora do Grupo de Trabalho da Sociedade de Pediatria de São Paulo sobre os “Efeitos do álcool na gestante, no feto e no recém-nascido”, comenta publicação sobre o consumo de álcool durante a gestação.

O isolamento social pode ser um problema para muitos idosos, com consequências negativas para sua saúde, incluindo o abuso de álcool. Com a COVID-19, esse problema agrava-se durante a quarentena e gera preocupação entre especialistas. Confira o que pode ser feito para dar apoio aos idosos neste período.

Por Arthur Guerra.

 

Gerenciamento da ingestão de bebidas deve ser seguido no pós-pandemia.

Página 1 de 2