Consumo de álcool, ingestão de ácido fólico e risco de câncer de ovário

22 dezembro, 2005

Estudo mostra que mulheres que fazem consumo moderado de álcool têm menor risco de desenvolver câncer de ovário se ingerirem ácido fólico.

O câncer de ovário pode ocorrer em decorrência de uma série de fatores. Um deles é o consumo abusivo de bebidas alcoólicas.

Esse estudo teve como finalidade determinar se há algum tipo de associação entre a ingestão de ácido fólico e o risco de câncer de ovário em mulheres que fazem uso de álcool.

O risco relativo de consumo de álcool associado ao câncer de ovário foi avaliado em diferentes concentrações de ingestão de ácido fólico (140, 167, 190 e 226 g/dia). O ajuste do risco de câncer de ovário foi comparado aos valores médios do consumo de ácido fólico.

Notou-se que as mulheres que consomem uma quantidade menor ou igual  a 20g (aproximadamente 2 drinques) de álcool por semana, não apresentam uma associação significante entre a ingestão de ácido fólico e o risco de câncer de ovário. Entretanto, em mulheres que consomem mais de 20 g de álcool por semana, o risco de câncer de ovário diminui com o aumento da ingestão de ácido fólico.

A associação inversa entre a ingestão de ácido fólico e o risco de câncer de ovário foi muito maior em mulheres que consumiam mais de 40g de álcool por semana, portanto, álcool é um fator de risco para as mulheres que fazem pouco consumo de ácido fólico em suas dietas.

Additional Info

  • Autor(es): S.C. Larsson; E. Giovannucci; A. Wolk
  • Fator de impacto da revista: 0.763
  • Título(s) original(is): Ovarian cancer risk decreased with increased dietary folate intake, especially in women who consumed alcohol
  • Fonte:

    Evidence-based Obstetrics and Gynecology, 7;46-48; 2005

Rua do Rócio, 423 Salas 1208/1209
São Paulo - SP - 04552-000

Tel: +55 11 3842.3388
contato@cisa.org.br

Assine o nosso Boletim

Copyright © 2020. CISA, Centro de Informações sobre Saúde e Álcool