Com as pessoas ficando mais em casa nas últimas semanas, alerta-se para o aumento de violência doméstica e o consumo nocivo de álcool como um fator de risco para esse tipo de agressão.

Pesquisa da Fiocruz aponta que 17,6% dos respondentes relataram ter aumentado seu consumo de álcool durante a pandemia. A elevação do consumo estaria relacionada principalmente às mudanças no estado de ânimo da população durante o período, sobretudo à frequência dos sentimentos de tristeza e depressão.

Por Arthur Guerra.

 

Gerenciamento da ingestão de bebidas deve ser seguido no pós-pandemia.